CORRENTES DE RELÓGIO

Pode parecer um pouco a despropósito incluir estas peças no ouro popular. Tal não acontece, visto que era quase generalizado nos homens de antigamente o desejo de adquirir um relógio de ouro ou prata, à medida que a sua situação económica o permitisse. Tal como agora o homem tira o seu belo isqueiro do bolso e o acende com gestos lentos e ritmados, ou estica demoradamente o braço, colocando o antebraço na direcção dos olhos para ser visto o seu relógio de pulso, assim antigamente se procedia ao passear com uma ou ambas as mãos nos bolsos para mostrar a corrente de relógio. Ao tirar o relógio, tudo era acompanhado por gestos muitas vezes estudados ao espelho. Serviam muitas das vezes para mostrar à sua pretendente o seu “status”

 

 

 

 

Peças

Colares de Contas

 

Brincos

  Arrecadas de Viana

  “Botões”

  Brincos à Rainha ou à Vianesa

  Brincos à Rei

  Brincos com Pedras

  Brincos de Chapola Parolos ou de luas

 

Custódias

 

Medalhas

  Medalhas Santas

 

Peças

 

Memórias

 

Cruzes

  Cruz Oca "Baroca"

  Cruz de Malta ou "Estrela"

  Cruz de Raios

  O Senhor

 

Corações

 

Correntes de Relógio

 

Alfinetes de Gravata

 

Colares de Gramalheira

 

Cordões

 

Trancelins